quinta-feira, 26 de maio de 2011

Movendo a Pedra

Todos nós passamos tempos difíceis, momentos em que os problemas perduram, e parecem não terem solução, até nos levando a crer que é o fim.
Nos questionamos: O que pode estar acontecendo?. Talvez a resposta esteja em João 11, passagem que nos fala sobre a morte de Lazaro.

- Problemas a vista? Chame Jesus!
Quando Lazaro encontrou-se enfermo, logo suas irmãs mandaram chamar Cristo. Nós devemos ser totalmente dependentes de Deus, não importa o problema ou circunstância leve-os diante dEle, clame por sua ajuda.

- A coisa está difícil ou até impossível? Mantenha a fé!
Quando Marta diz a Jesus que seu irmão estava morto há quatro dias, Ele responde “Eu não lhe disse que, se você crer, você verá a revelação do poder glorioso de Deus?”. Recebemos aqui uma orientação para crer mesmo diante do que julgamos impossível. Aos olhos de Marta era o fim, seu irmão tinha partido, mas ela tinha fé em Jesus. E por manter sua fé, estava preste a ser surpreendida pelo poder de Deus.

- O possível, Deus deixa por sua conta.
Finalmente, chegamos ao ponto chave: após clamar a Deus e ter fé é preciso fazer o que nos compete. Muitas vezes diante das dificuldades do dia a dia, recorremos ao Pai, mas fazemos nada para solucioná-las. Ao ler João 11, observamos maravilhados o ato da ressurreição. Mas, vamos avaliar o que ocorreu antes. Primeiro, Jesus pede que conduzam-nO ao cemitério. Segundo, ao chegar lá, solicita que a pedra seja removida. Analisemos: será que realmente o filho de Deus não sabia onde Lazaro fora sepultado? E uma ordem sua não seria o bastante para que a pedra saísse de seu caminho? Jesus com certeza tinha conhecimento do local onde jazia Lazaro, assim como sabe dos nossos problemas e dificuldades. Cristo também poderia pedir ao Pai que enviassem anjos para retirarem a pedra. Porém, em tais situações, Marta, Maria e os que com elas estavam podiam realizá-las.

Em resumo, Deus sempre sabe de tudo que se passa conosco, entretanto espera que nos voltemos para Ele, pois para ter sua plena intervenção em nossas vidas temos que permitir; e como fazemos isso? Mostrando a Ele onde está o problema, levando-o ate onde está a sua dificuldade. Algo interessante de ser observado em João 11 é o tempo da resposta, que nem sempre chega no momento que esperamos e de acordo com o que planejamos. Pois Deus é sábio e sabe o melhor momento para nos abençoar. Só não podermos correr o risco de deixar de receber suas bênçãos por não fazer o que é de nossa competência. Mova a pedra! Abra caminho para Jesus, permita que ele chame seus sonhos de volta à vida. Não fique parado vendo sepultadas as suas oportunidades, clame a Jesus, mova a pedra e contemple a gloria do Pai.
Deus trabalha muito bem no campo do impossível, mas para que isso aconteça, temos que manter a fé, tomar uma atitude e mover a pedra!

Forte abraço, amados!

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Um Pai que Muito Ama

Olá galera abençoada,
Passando para compartilhar com vocês um vídeo muito legal. Confiram!






Baseado em uma conhecida passagem bíblica, nos mostra algo bem diferente do que costumamos pensar, muitas vezes o que achamos é “Não serei perdoado”, “o que eu fiz não tem jeito”, “Deus já deve ter cansado de me ajudar” ou “não sou digno da ajuda de Deus”. Tudo isso é mentira! Uma grande confusão criada em nossas mentes! Vejam o que nos fala Atos 3:19-20


“Arrependam-se, pois, e voltem-se para Deus, para que os seus pecados sejam cancelados, para que venham tempos de descanso da parte do Senhor, e ele mande o Cristo, o qual lhes foi designado, Jesus.”


Portanto irmãos, não importa o que temos feito, como temos vivido. Ainda é tempo de nos arrependermos e corremos para o abraço do Pai. Deus está sempre de braços abertos para nos receber e Jesus já pagou o preço pelos nossos pecados. Nada pode nos afastar no amor de Deus. Pensem nisso!
Abraços e fiquem na paz!


Vídeo: O Filho Pródigo
Música: Prodigal - Sovereign Grace
Leganda: O Jovem Cristão http://www.ojovemcristao.com/

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Impactado pela Cruz

Desde pequeno, tive contado com a bíblia e muitas oportunidade de conhecer mais as escrituras, coisa que não ocorreu. Os anos se passaram e fui levando a vida como queria. Apesar de minha mãe freqüentar a igreja, eu nunca consegui (ou não quis) me firmar. Podem perguntar: - Mas você é evangélico agora, como aconteceu? Após compreender a mensagem da cruz. Desde garoto sempre soube que Jesus havia morrido crucificado e que ao terceiro dia ressuscitou, mas só quando finalmente entendi algumas coisas sobre sua morte não pude mais ficar indiferente. Agora pode surgir outra pergunta: - Mas o que você entendeu sobre a cruz? Que a cruz é a história de um Deus que ama e deseja salvar toda sua criação, cada uma das criaturas, dando-lhes vida e vida abundante.
Vamos a alguns pontos então. Não podemos separar a cruz da vida e ressurreição de Jesus, porém, vejo a cruz como o ponto mais alto do amor de Deus pelos homens, onde através de Cristo Jesus, se deu para redenção dos pecados da humanidade, do Éden ate os dias de hoje. A cruz rasgou o véu, e nos aproximou de Deus. Ao crucificar Jesus a humanidade estava dizendo “Não” a Deus por causa de interesses terrenos, coisas passageiras. Mas Deus com seu incomparável amor, imensa sabedoria e habilidade de dar um bom direcionamento ate mesmo aos nossos maus atos, disse “SIM” a humanidade se dando por intermédio de seu filho como sacrifício vivo em expiação pelo homem, “Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados.” (Isaías 53:5), e assim, nos concedeu a salvação e vida eterna.
Ate quando estava pregado no madeiro, Jesus continuou a nos ensinar, por exemplo, amar e perdoar, mesmo em uma situação extrema ele intercede por nos “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo” (Lucas 23:34). Ou que pouco importa o nosso passado, se o reconhecermos como Senhor e tivermos fé, seremos salvos, “Então ele disse: Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino. Jesus lhe respondeu: Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso” (Lucas 23:42-43).

Estas são algumas coisas que pude entender a cerca da cruz. Aproveito para fazer uma reflexão.
Com a morte de Jesus a própria natureza foi tocada, em Mateus 27 vemos no versículo 45 “E houve trevas sobre toda a terra, do meio-dia às três horas da tarde” e no 51b “A terra tremeu, e as rochas se partiram”. Então por que temos que ser tão indiferente? Será que o coração do homem é mais duro que a rocha, onde mesmo diante de tal sacrifício não conseguimos nos sensibilizar e aceitar o amor incondicional de Deus? Viver para servir é algo notável e admirável, mas viver e morrer para servir remete a um amor esplêndido, maravilhoso, digno de todo respeito, toda honra. Cristo fez isso, e sua morte foi por você, foi por mim, foi por todos nós.
Que tal abrir seu coração e aceitar Jesus como senhor e salvador? E Ele vera que não foi em vão seu sacrifício. Pois esse é o verdadeiro significado do calvário. A mensagem da cruz alcançando e impactando corações.

Que Deus os abençoe!

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Uma palavra inicial

Olá galera abençoada, há algum tempo estou com a idéia deste blog, devo dizer que relutei a criá-lo, já que, nunca tive muita habilidade redacional e sempre me perguntei: vou ter realmente o que escrever? Bem, aqui estou, tenho alguns planos, mas quem comanda o barco é Deus, pois como diz em Provérbios 19:21 “Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor”. Assim, não posso adiantar muito, só vocês acompanhando para saber o que nos aguarda. E então, estamos combinados?

Abraços e fiquem na paz de Cristo.